Produtividade, funcionários saudáveis e sucesso nos negócios? Sim, para tudo isso ser alcançado, é preciso uma boa gestão de segurança do trabalho. Nossa proposta aqui é explicar o que é a gestão de segurança do trabalho e por que ela é importante. Além disso, vamos trabalhar os 5Ps desse sistema.

Em um primeiro momento, vamos falar sobre o que significa e quais são os impactos da segurança do trabalho para as empresas e seus colaboradores. Na sequência, listaremos alguns motivos pelos quais é importante fazer uma gestão bem-feita, como redução de riscos, melhora da qualidade de vida dos trabalhadores e diminuição de acidentes. Confira!

O que é e quais os impactos da segurança do trabalho

A gestão da segurança do trabalho cuida do diagnóstico, do estabelecimento de ações e do treinamento de pessoas para a identificação de procedimentos, práticas e objetos de uma empresa que possam causar riscos à saúde e à integridade física dos colaboradores no ambiente de trabalho.

A gestão de segurança do trabalho envolve o mapeamento de todas as atividades executadas dentro de uma instituição e a identificação das habilidades necessárias para elas, apontando os riscos e as medidas de proteção para que as falhas sejam minimizadas.

Cabe ainda à gestão da segurança do trabalho o fornecimento das informações sobre os riscos existentes (por meio de formações, letreiros visuais, mensagens sonoras etc.) e a garantia de que os colaboradores têm a oportunidade de comunicar todos os incidentes e os riscos observados, para que as ações de reparação e de prevenção sejam implementadas.

Motivos para se fazer uma gestão de segurança do trabalho bem-feita

Redução de riscos

É importante reforçar que 45% dos acidentes do trabalho ocorridos no Brasil entre 2007 e 2013 (num total de 5 milhões) acabaram em morte, invalidez ou afastamento temporário, de acordo com o anuário estatístico da Previdência Social. Esses números são um alerta para todos os empresários e os gestores de empresas do Brasil.

Eles apontam a importância de se investir em segurança do trabalho para reduzir riscos, que trazem perdas humanas insubstituíveis. Além disso, essas fatalidades são sempre acompanhadas de perdas de produção muito grandes, indenizações em caso de negligência das empresas, necessidade de formação de novos profissionais, perdas operacionais com eventuais suspensões de produção, entre outros vários problemas graves para a atuação de qualquer instituição.

Melhora da qualidade de vida dos trabalhadores

Investir em segurança do trabalho é melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores. Eles se tornam mais seguros e mais confiantes para atuarem. Além disso, o processo de implementação de uma gestão de segurança do trabalho pode identificar fatores como problemas ergonômicos, exposição a situações insalubres e outros riscos existentes, como iluminação precária, barulho acima do aceitável e situações de frio ou calor intenso.

Tudo isso pode levar à implementação de ações que reduzam a ocorrência do número de acidentes de trabalho, ao aparecimento de doenças e ao afastamento por questões de saúde.

Aumento da produtividade

Um resultado das ações acima listadas é a possibilidade do aumento da produtividade da instituição. Trabalhadores seguros têm maior qualidade de vida, sentem-se reconhecidos perante a empresa, temem menos riscos e produzem mais.

Maior controle

Investir em segurança do trabalho também é uma forma de aumentar o controle sobre a produção. Muitas vezes, situações de desperdício de insumos, por exemplo, acontecem devido a contextos de trabalho desfavoráveis ao trabalhador, como os casos de insalubridade já citados.

Além disso, a adoção dos procedimentos adequados de identificação de riscos e de comunicação de acidentes de trabalho, seguindo as diretrizes estabelecidas pela Normas Regulamentadoras Brasileiras (NRs), garantem não só a recuperação dos trabalhadores quando sujeitos ao afastamento, como a segurança jurídica da empresa perante a justiça do trabalho.

Dessa forma, uma boa gestão da segurança do trabalho também passa por manter em dia a emissão dos Atestados de Saúde Ocupacional (ASOs) — que podem ser exames admissionais, de afastamento e retorno de atividade, demissionais ou de mudança de função.

Os 5 Ps da gestão de segurança do trabalho

A norma internacional OSHA (Occupational Safety and Health Administration) aponta cinco “P’s” da gestão de segurança do trabalho. De algum modo, eles sistematizam diferentes formas de como uma boa segurança do trabalho pode ser incorporada pelas empresas. São os seguintes:

  1. programa de segurança: aponta que a segurança do trabalho deve ser pensada de forma integrada pela empresa  daí a ideia de programa. O programa de segurança do trabalho deve ser um subsistema ligado aos conceitos de segurança, meio ambiente e saúde;
  2. plano de segurança: descreve, em texto, as metas, os objetivos, as estratégias e as táticas para garantir a implementação de ações de segurança. Deve estar de acordo com as declarações de missão e a visão das organizações;
  3. política de segurança: pode ser um conjunto de regras ou diretrizes para a atuação da empresa. A política de segurança deve ser tanto educacional (ensina as pessoas a se portarem) como cultural (solidifica práticas de segurança). Ela informa os padrões e os comportamentos esperados e dá atribuições para que as ações aconteçam;
  4. processos de segurança: são conjuntos de procedimentos que devem ser implementados por colaboradores para a garantia da segurança do trabalho. Uma empresa pode ter conjuntos de processos de segurança distintos, de acordo com a função exercida por cada colaborador;
  5. procedimentos de segurança: têm a ver com o conjunto de passos necessários para a feitura de uma tarefa, projeto ou trabalho específicos. Eles também podem ser táticas que levam a metas específicas. Os procedimentos operacionais de segurança padrão (POP) são um conjunto de procedimentos de uma organização.

Dado a esse grande panorama, como podemos observar, investir em gestão da segurança do trabalho é ter retorno certo para empresa. Assim, evita-se o aparecimento de incertezas que podem trazer grandes prejuízos para a instituição. Além disso, como salientamos, há sempre a possibilidade de aumentar a produtividade, já que os trabalhadores atuam com maior confiança e segurança.

Para garantir que você está no caminho certo, conte com a ajuda de uma empresa especializada na gestão de segurança do trabalho. Entre em contato com a Visio Gestão!