As empresas estão cada vez mais preocupadas em manter a segurança e a saúde no ambiente de trabalho. Para tanto, têm adotado estratégias de gestão ocupacional, que além de proporcionar um ambiente mais seguro e saudável, também ajudam a reduzir custos na empresa.

Quer saber quais são esses gastos e como minimiza-los? Então, continue acompanhando a leitura e confira!

O que é gestão ocupacional?

A gestão ocupacional também é conhecida como segurança e saúde ocupacional (SSO), que visa o bem-estar dos colaboradores no ambiente de trabalho. Ela identifica riscos na empresa, que podem causar doenças ocupacionais ou provocar acidentes.

Com base nisso, são adotadas medidas para combater qualquer tipo de situação que represente perigo para os colaboradores. Com o intuito de realizar essa tarefa, o setor de recursos humanos deve trabalhar em parceria com profissionais capacitados.

Esses profissionais são o médico do trabalho ou um engenheiro de segurança do trabalho. Eles seguem as normas estabelecidas pela OHSAS 18001 e BS-8800, que fornecem orientações para a construção de uma política de segurança e saúde no ambiente de trabalho.

Como funciona a gestão ocupacional?

Para fazer um gestão ocupacional eficiente você precisa seguir alguns passos essenciais. Saiba quais são!

Avaliação geral

Liste as necessidades da empresa e identifique os principais gargalos que podem atrapalhar os processos. Conte com a participação de todos os gestores e dos colaboradores para ajudar nessa etapa.

Implementação de ações

Após levantar os principais indicadores de risco, está na hora de estabelecer as prioridades sobre as mudanças que devem ser realizadas. Assim, utilize um software de gestão de saúde e segurança ocupacional. Em seguida, faça as mudanças necessárias.

Realização de auditorias

Realize regularmente auditorias para verificar a eficiência dos processos adotados. Assim, você saberá quando deve fazer correções para garantir que o ambiente de trabalho esteja sempre seguro e saudável.

Por que ela é importante para a empresa?

Para entender a importância da gestão ocupacional você precisa saber de que forma ela impacta no seu negócio. Trabalhar em um ambiente seguro e saudável gera mais satisfação entre os colaboradores, o que fará com que eles trabalhem mais e melhor. Com isso, há uma aumento na produtividade de forma geral.  

Também propicia mais qualidade de vida à equipe, bem como uma melhoria no clima organizacional. Dessa forma, a taxa de rotatividade da empresa cai e ainda torna a empresa mais atrativa para novos profissionais.

Um dos principais ganhos para um empreendimento com uma gestão ocupacional eficiente é a redução de gastos. Mas vamos falar sobre isso no próximo tópico. Confira!

Como ela ajuda a reduzir custos na empresa?

Uma boa gestão ocupacional pode ajudar a reduzir custos na empresa de maneira direta ou indireta. Então, vamos descobrir como isso é possível! Quando o negócio tem um ambiente de trabalho saudável, os colaboradores faltam menos.

Com isso, não há sobrecargas nas tarefas dos demais funcionários, aspecto que diminuiria a sua produtividade. Manter os colaboradores saudáveis também impacta no uso de planos de saúde, uma vez que quanto mais os colaboradores usam esse recurso acima do limite estabelecido pelas operadoras, maior será a sinistralidade no próximo ano.

Se a empresa arcar sozinha com as despesas decorrentes do benefício, sofrerá um impacto muito grande nas contas. Por fim, um lugar seguro diminui a ocorrência de acidentes, que seriam responsáveis por ações judiciais, seguros, multas e aumento com os custos de impostos, como o Fator Acidentário de Prevenção (FAP).

Viu como a gestão ocupacional pode ajudar o seu negócio? Então, não perca a oportunidade de investir em estratégias mais eficientes para melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores, aumentar a produtividade, diminuir a rotatividade, atrair talentos e reduzir custos na empresa!

Quer melhorar a saúde e segurança ocupacional? Então, não deixe de conferir 5 estratégia para promover o bem-estar no ambiente de trabalho!